Páginas

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Ensaio: A dança dos Asteróides

Primeiro ensaio usando os recursos do Blender que atribui relevos a um corpo, aplicado aqui para modelar montanhas e crateras em alguns astros imaginários. O nome do modo é Sculpt (esculpir).

Representa um sistema de asteróides unidos entre si pela força da gravidade - nota-se que pouca diferença de tamanho há entre o asteróide principal e os seus satélites, como observamos muitas vezes no Espaço. O asteróide principal, caracterizado no centro, tem uma grande cratera com cume central em seu pólo norte, lembrando o aspecto real do planetóide Vesta, visitado pela sonda Dawn recentemente.

A modelagem levou cerca de meia hora para ficar pronta, a animação foi renderizada em 10 minutos e tem 240 frames (quadros da animação).


domingo, 14 de setembro de 2014

Sobre mim, o Tempo e o Blender

Rotação de Io - Autor desconhecido


Estive muito tempo afastado de meu blog sobre 3D, bastante ocupado passando pelo treinamento do mais poderoso dos mestres: o Tempo.

Minha ausência aqui se deve ao fato de ter sido verdadeiramente absorvido pela Vida de Programador. Mas isso nem de longe foi algo ruim: o aprendizado que ganhei exercendo essa carreira, e ainda ganho, é fantástico; e poderá sim vir a ser aplicado no Mundo 3D, nas atividades blenderianas, que só agora venho e retomar.

Como não tenho material a postar (AINDA), mostro essa simulação em 3D que representa Io, a vulcânica e hiperativa lua de Júpiter, que tem um relevo montanhoso e singular para uma lua: Io não tem praticamente nenhuma cratera, justamente porque sua intensa atividade vulcânica está sempre rejuvenescendo sua superfície.

Essa simulação usa recursos de relevo muito bons que também temos no Blender, sobre os quais falarei depois. Não sei em qual programa esta simulação foi feita, no entanto, observá-la neste post, anos depois de minha última postagem aqui, é importante para apresentar o tipo de aplicação que usarei a partir de agora nos meus novos trabalhos.

Que trabalhos?

Digo de antemão: Crônus, o habitante da lua de Saturno Titã, ganhará mais vida e novas aventuras. Aguardem. ;)



Depoimento de Crônus


 
Até a próxima!

Agradecimentos:
Núrya Ramos do Oráculo de Cassandra, pela ajuda e divulgação


segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Extraterrestre Crônus versão 2.0

video

Crônus é um titanês, a forma de vida inteligente tecnológica que se desenvolveu na biosfera alienígena do satélite Titã, lua de Saturno. A primeira versão e características naturais e fisiológicas imaginadas podem ser vistas aqui: http://dominiosdosol.blogspot.com.br/2011/07/alien-imaginario-pra-um-mundo-real.html

Tenho que listar aqui algumas considerações novas e re-elaboradas a respeito dessa espécie imaginária:
1 - A mão, tem três dedos e dois polegares opositores.
2 - Sua natureza física é sem igual na nossa biosfera, mas tem o que poderia ser descrito como um exoesqueleto (esqueleto externo como o dos insetos), fundido num complexo sistema muscular e nervoso a volta dum esqueleto interno (como o nosso).
3 - A biosfera tem outros seres equivalentes a nossa flora e fauna, bem como microrganismos, esponjas e fungos. Já os Titaneses não são carnívoros nem herbívoros, são filtradores e sugadores, se alimentam de pequenos seres das correntes - análogo à alimentação das baleias - e por vezes usam seus afiados dentes para sugar fluídos de alguma presa ou mesmo de algum organismo vegetativo "plantas".
4 - Titã é um mundo muito frio mesmo para os adaptados, o que dificulta as reações orgânicas. Assim como os outros seres desse mundo, o organismo dos titaneses tem uma substância anticongelante correndo junto com seu sangue em suas veias. Por vezes ela se acumula em "verrugas", grandes e arredondadas sobre seu próprio exoesqueleto.


Os titaneses medem de 3 a 5 metros e uma massa de 100 a 300 kg, mas em Titã pesam de 30 a 50 kg, pois a gravidade lá é 15% da nossa. Essa natureza favoreceu o aparecimento de uma fauna superior de grande porte, e outras características evolutivas deram uma predominância de seres de seis membros.


A mão de um titanês, a habilidade na manipulação com as mãos menores é maior que a humana, mas bem menor nas mãos dos braços maiores, embora tenham os mesmos polegares.


Vista traseira da mão mostra o par de polegares opositores


vista frontal da mão mostra uma das poucas partes onde o sistema de articulação do exoesqueleto deixa a vista o sistema de nervos.


O projeto, em Blender.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Destino: Plutão

video

Bem vindos à Plutão. Após seis anos de viagem, nós estamos aqui. Neste vídeo apresento uma simulação 3D da chegada, no futuro, de uma nave ao planeta anão mais famoso do Sistema Solar.
A missão Novos Horizontes consiste numa nave orbital gigante feita em 2050 para explorar qualquer planeta, e sua missão é explorar os confins do Sistema Solar, para e além da cintura de Kuíper, onde agora visita Plutão e sua lua, Caronte.
Um módulo de aterrissagem que leva o nome do descobridor de Plutão  parte da Novos Horizontes com dois astronautas a bordo, rumo ao frio de lascar da face noturna do planeta anão gelado. Ele parece uma bola de luz azul transparente, devido à sua blindagem de um material especial, que desvia e redireciona corretamente a luz das imagens atrás, parecendo assim "invisível". Essa tecnologia é uma proteção contra várias hostilidades do ambiente, incluindo a radiação cósmica.
Pousada no cenário alienígena, desolado e escuro, a humanidade começa a conhecer detalhes de um frio mundo misterioso, que tem em suas geleiras segredos da história do Sistema Solar e talvez da vida, com compostos orgânicos detectados no início do milênio, sendo chamados pelos pesquisadores de "substâncias de interesse".
Essa é apenas a primeira página do primeiro capítulo da missão Novos Horizontes, uma produção solo em que vos contarei essa aventura do futuro.

Voltaremos...

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Conheçam o Senhor Ovo


video

Por vezes é preciso sair do ar, sair do meio técnico da astronomia e da ciência e pensar em coisas mais divertidas. É assim também para um aspirante a projetista 3D. O resultado é um personagem engraçado e cômico, o Senhor Ovo.

Não é só de crianças que vivem personagens inuzitados como esse, todos os dias vemos na esquina de casa ou no intervalo das programações o exemplo de que eles chegam ao nível de empresa e formam uma verdadeira identidade visual: A Sacola da Rede Super de supermercados.

Ok, esse é o Senhor Ovo, um momento de descontração, até as próximas postagens astronômicas e astronáuticas.

Voltaremos...